3 de julho de 2010

@matiasray


Temos uma amizade tão intensa, mas por tão pouco tempo. Peço desculpas pelo mal jeito, e o tempo que fiquei prometendo um texto pra você, e nunca escrevia nada. Bem, nos conhecemos numa tarde, na beira da piscina, com nossos amigos. A princípio, pensei:"quem seria a Rayanne Matias?" e garanto que você também pensou: "quem seria Juliana Figueira?".
Bem, eu sabia que tínhamos muitos amigos em comum, por estarmos no mesmo lugar, no mesmo dia, comemorando o aniversário da Lívia. Começou tudo de uma forma estranha. Rayanne sentou na espreguiçadeira ao meu lado e começou à conversar com a Nany que estava deitada. Depois disso, começamos a conversar, e saímos andando juntas, jogando futebol de sabão juntas e mais um milhão de coisas JUNTAS. Talvez aquele dia não tivesse sido tão legal se eu não tivesse conhecido Rayanne. Foi com ela, que eu assassinei meu celular, e com ela que ri naquele dia. Depois disso, nossa amizade só aumentou. Saímos para festas juntas (Vitinho's Party), eu colocando Rayanne de penetra, Rayanne se escondendo de Vitinho a festa inteira atrás de mim, Rayanne dançando comigo, Rayanne tirando fotos comigo, Rayanne preocupada com meus momentos emos, Rayanne forçando nas fotos dela com o Caio e eu só observando, Rayanne #REVOLTS, #RayanneFeelings e por aí vai.
Temos a amizade mais incrível do mundo, e dizer que te amo não basta. Sua amizade nunca conseguirei explicar e fica aqui um espaço caso alguém tente explicar. Eu parei te tentar representar o que você significa na minha vida. Para mim, não importa se foi só há um mês, nem se nos vimos poucas vezes, acontece que eu tenho uma confiança enorme em você, e você em mim. Te amo, obrigada por tudo. TUDO mesmo. Obrigada por entender meu momentos emos e afins. Obrigada pro ser minha amiga. Obrigada por ser minha babe. Obrigada por ser minha Rayanne.

Nenhum comentário:

Postar um comentário